Dica de Leitura: Guardei no Armário de Samuel Gomes

Na dica de hoje, "Guardei no armário: Trajetórias, vivências e a luta por respeito à diversidade racial, social, sexual e de gênero " é o livro relançado por Samuel Gomes em 2020, porém lançado originalmente em 2016 com o título "Guardei no armário: A experiência de um jovem homossexual, negro e ex-evangélico na sétima maior cidade do mundo".


Sinopse: O RELATO DE COMO UM JOVEM NASCIDO NA PERIFERIA DE SÃO PAULO SUPEROU O RACISMO E A HOMOFOBIA PARA LUTAR PELOS PRÓPRIOS DIREITOS — E DE MUITOS OUTROS COMO ELE —, ACOMPANHADO DE DIVERSAS ENTREVISTAS COM PERSONALIDADES LGBTQIA+.

Samuel Gomes teve uma infância parecida com a de vários outros meninos nascidos na periferia das grandes cidades brasileiras: dividia o quintal de sua casa com muitos parentes, estudava em uma escola do bairro e via seus pais batalharem para dar um futuro melhor a ele e à sua irmã. Porém, logo começou a perceber que era diferente daqueles que o cercavam: ele sentia atração por outros meninos.

Assim, o medo de ser quem é foi um fio condutor do seu amadurecimento, ainda mais por ser negro e fazer parte de uma família extremamente evangélica. Além das várias situações de racismo e discriminação que teve que enfrentar, tinha a Igreja, que não era apenas um lugar que frequentava aos domingos com sua família, mas sim uma instância onipresente em sua vida, que ditava seu modo de vestir, de se comportar, de pensar e de viver.

Foram longos anos até que pudesse entender que a vida não precisava se resumir à realidade em que nasceu, e que o que sentia não era errado nem “anormal”. Sua luta por estudo, autodescoberta e autoaceitação é narrada neste livro, junto a reflexões que ele tece sobre ser um homem negro e homossexual no Brasil. Além da história de Samuca, o livro conta com entrevistas que ele fez com personalidades LGBTQIA+ brasileiras, que abriram seus armários e compartilharam suas trajetórias para fora deles.


GOMES, Samuel. Guardei no armário: trajetórias, vivências e a luta por respeito à diversidade racial, social, sexual e de gênero. São Paulo: Paralela, 2020.


Sobre o Autor: Criado de conteúdo, palestrante, designer, consultor em diversidade e muito mais, Samuel Gomes iniciou em 2015, com o seu canal no Youtube "Guardei no Armário", uma série entrevistas com personalidades da mídia sobre suas vivências homoafetivas e o processo de aceitação da própria sexualidade. Lançou em 2016 a primeira versão do livro onde relata sua vivência com o mesmo nome do canal. Conheça mais sobre o livro no site https://guardeinoarmario.com/

4 visualizações