Inspirado na Seção da IFLA “Library Services to People with Special Needs” que promove discussões de ideias, compartilhamento de experiências e desenvolvimento de ferramentas para identificar,  promover e aprimorar serviços e/ou produtos de informação para populações  em situação de vulnerabilidade (pessoas em hospitais, pessoas em situação de rua, refugiados, entre outros grupos). Para que essas populações possam ser atendidas é necessário que as bibliotecas tenham um planejamento especial de modo a incluir efetivamente essas pessoas em suas ações, programas e/ou  atividades.

Apoiar as bibliotecas para implantarem ou aprimorarem seus serviços para as pessoas em vulnerabilidade será o escopo do GT SBPV.

 

Composição

Adriana Cybele Ferrari

Coordenadora

Bacharel em Biblioteconomia pela Escola de Biblioteconomia e Documentação de São Carlos (EBDSC), especialização pela PUC Campinas e MBA pela POLI USP. Assessora e Coordenadora da Unidade de Bibliotecas e Leitura da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo (2007-2015). Assessora do Gabinete do Reitor da Universidade de São Paulo (2015-2018) . Atualmente é Diretora da Biblioteca Florestan Fernandes da da FFLCH/USP, Presidente da FEBAB e Membro do Comitê de Bibliotecas Públicas da IFLA.

Isadora Cristal de Souza e Silva Escalante

Mestranda em Ciência da Informação no Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) em convênio com a Escola de Comunicação (ECO) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Especialista em Alfabetização e Letramento pela Universidade Cândido Mendes (UCAM). Graduada em Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Técnica em Administração pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC-RJ). Fundadora e responsável pela coordenação da Biblioteca Comunitária União do Saber (BICUS) situada no bairro Dois Irmãos, da cidade de Nova Iguaçu. Atualmente é bibliotecária da Rede de Bibliotecas Comunitárias Baixada Literária em convênio com o Centro Comunitário São Sebastião de Vila de Cava (CECOM). Atua nos temas: Alfabetização Midiática e Informacional, Competência em Informação, Prática Informacional, Recursos Informacionais, Fontes de Informação, Práticas de Letramento, Estudos de Comunidades, Estudos de Gênero, Gestão de Unidades de Informação e Políticas Culturais,

Julia Santos

Bibliotecária formada pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESPSP. Atualmente, é bibliotecária, gestora e mediadora de leitura na Biblioteca Comunitária Espaço Jovem Alexandre Araújo Chaves – EJAAC da Rede LiteraSampa. Cursando Gestão Cultural pelo Centro de Pesquisa e Formação do SESC, eleita em 2016 como suplente do Conselho do Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca - PMLLLB/SP na área de Centro de pesquisa, universidade e faculdades e em 2019 como titular na área de Bibliotecas Comunitárias.

Maria Eulalia Borges

MBA em Gestão Estratégica do Terceiro Setor e Bacharel em Serviço Social, ambos pela FMU/SP. Tem 30 anos de experiência em Serviço Social, tendo atuado em instituições do Terceiro Setor e Empresas. Criou e gerenciou o projeto Bazar do Bem Possível, Espaço de Lazer e Curso de planejamento familiar para funcionários do Esporte Clube Pinheiros. Elaborou projeto de manutenção do Certificado de Assistência Social da Fraternidade Irmã Clara. Atualmente é Coordenadora de Serviço Social na Biblioteca de São Paulo e Biblioteca Parque Villa-Lobos.

Maria de Fátima M. Martins Corrêa

Licenciada em História, bacharel em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), especialista em Gestão da Informação e Inteligência Competitiva pela UNESA e mestre em Ciência da Informação pelo convênio IBICT/UFF. Já realizei diversos projetos de formação de profissionais para atuarem em bibliotecas na África, na construção de bibliotecas livres, projetos de competência informacional e inserção social. Atuo como assessora da Coordenação de Informação e Comunicação da Vice Presidência de Ensino, Informação e Comunicação da Fundação Oswaldo Cruz (VPEIC/Fiocruz).

Paula Stefanny Felice de Oliveira

Possui graduação em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar e especialização em Gestão de Bibliotecas Públicas. Atuou de 2013-2017 como Analista Sociocultural na Diretoria de Ensino de Sorocaba, trabalhando com a orientação, acompanhamento e formação dos professores das Salas de Leitura com as temáticas de ações culturais para incentivo à leitura, TIC na educação, etc. Atuou como voluntária no Programa Biblioteca Viva em Hospitais - PBVH no Hospital Regional de Sorocaba. Atualmente é bibliotecária no CEU Paraisópolis e realiza saraus, oficinas, contação de história, mediação de leitura, eventos, etc.

Sueli Regina Marcondes Motta

Formada em Biblioteconomia pela Fundação Escola de Sociologia Política de São Paulo – FESPSP com curso de extensão em Qualidade de Vida no Trabalho pela PUC São Paulo. É pós-graduada em Gestão Empresarial. Atuou em biblioteca escolar, foi responsável pela implantação de bibliotecas técnicas em conglomerados nacional e multinacional. Atualmente está na gestão pública como Superintendente de Biblioteca da SP Leituras, gerenciando dois equipamentos estaduais indicados a prêmios nacionais e internacionais: a Biblioteca de São Paulo e a Biblioteca Parque Villa-Lobos, espaços que recebem mais de 40 mil visitantes/mês.

Terezinha Maria de Jesus da Conceição Lima

Bibliotecária, Especialista em Organização de Arquivos (UFPA) e Gestão Pública (UNITOLEDO/EGPA). Experiência em bibliotecas públicas e comunitárias e em desenvolvimento de projetos. Vencedora do Prêmio Viva Leitura na categoria “Bibliotecas Vivas” com o projeto “Tornar Visível os Invisíveis uma Proposta Instigante” em 2016. É servidora efetiva da Biblioteca Pública do Estado do Pará desde 1986, coordena a Biblioteca Vicente Salles (Casa das Artes) Setorial da Biblioteca Pública Arthur Vianna e vinculada ao Projeto Expedição Literária.

 

Leituras Recomendadas

Espaço destinado à divulgação de textos e outros materiais, em meio digital, que contribuam com a educação continuada dos profissionais.

Atividades