Leituras Recomendadas

dim GT

Espaço destinado a divulgação de textos e outros materiais, em meio digital

Padrão Banana

Todos Temas

Lupa.png
arrow&v

cidadania, empoderamento, aprendizado ao longo da vida, inclusão social e digital

Barco em um lago

A Teoria da Atividade na Compreensão da Competência em Informação como Inovação Social

Alessandra de Souza Santos;
Luiz Cláudio Gomes Maia;
Marta Macedo Kerr Pinheiro

A competência em informação ganhou relevância por ser um pilar fundamental para a aprendizagem ao longo da vida, uma vez que desenvolve a compreensão sobre a forma, os processos e o ciclo de produção e uso crítico de diferentes modalidades de informação. A competência em informação é uma meta-competência capaz de auxiliar o indivíduo a lidar com necessidades informacionais específicas de cada contexto e, por ser considerada essencial para o pleno desenvolvimento humano, pode ser considerada como inovação social, uma vez que a inovação social visa à transformação social por meio de mudanças nas práticas sociais. O presente artigo é uma revisão de literatura que visa elucidar como a Teoria da Atividade de Engeström é uma potencial teoria para representar o processo subjacente de transferência de aprendizagem que ocorre nos processos de competência em informação transformacional em um contexto de inovação social, contrastando-a com a perspectiva situacional de competência em informação, em que a aprendizagem não é automaticamente transferível de um contexto para outro, mas mediadas pela prática e limitadas à situação, a inovação pode ser engessada pelo movimento de aprendizagem unidirecional que torna experiente o aprendiz de uma prática.

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

Barco em um lago

Competência em Informação no contexto das organizações: benefícios, requisitos e conexões

Silvana de Souza Moraes;
Tatiane Tolentino da Silva;
Ieda Pelógia Martins Damian

Com o objetivo de desenvolver um panorama do conceito de Competência em Informação e sua contribuição para o contexto das organizações, foi realizada uma revisão crítica de literatura que possibilitou a elaboração de um mapa conceitual, seus benefícios, barreiras, requisitos, facilitadores e oportunidades no ambiente organizacional e sua conexão com a comunicação, cultura e liderança. Dentre os resultados obtidos, destaca-se que a Competência em Informação possibilita o desenvolvimento da inovação, a melhoria da comunicação e a identificação de informações que geram vantagens competitivas às organizações. Conclui-se que a organização que entende a importância da Competência em Informação de seus funcionários e, em especial, de seus líderes, constrói uma vantagem competitiva, pois esta competência tem o potencial para promover melhoria na comunicação, no acesso às informações internas e externas à organização e, desta forma, gerar inovação e melhoria no desempenho. Como contribuições, este estudo disponibiliza um panorama, de fácil entendimento, das características, possibilidade

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

Barco em um lago

Competência em Informação no contexto das organizações: benefícios, requisitos e conexões

Silvana de Souza Moraes;
Tatiane Tolentino da Silva;
Ieda Pelógia Martins Damian

Com o objetivo de desenvolver um panorama do conceito de Competência em Informação e sua contribuição para o contexto das organizações, foi realizada uma revisão crítica de literatura que possibilitou a elaboração de um mapa conceitual, seus benefícios, barreiras, requisitos, facilitadores e oportunidades no ambiente organizacional e sua conexão com a comunicação, cultura e liderança. Dentre os resultados obtidos, destaca-se que a Competência em Informação possibilita o desenvolvimento da inovação, a melhoria da comunicação e a identificação de informações que geram vantagens competitivas às organizações. Conclui-se que a organização que entende a importância da Competência em Informação de seus funcionários e, em especial, de seus líderes, constrói uma vantagem competitiva, pois esta competência tem o potencial para promover melhoria na comunicação, no acesso às informações internas e externas à organização e, desta forma, gerar inovação e melhoria no desempenho. Como contribuições, este estudo disponibiliza um panorama, de fácil entendimento, das características, possibilidades e vantagens do desenvolvimento de Competência em Informação no contexto organizacional.

Competência Informação

ensino, formação

Barco em um lago

A METACOGNIÇÃO NAS AÇÕES DO BIBLIOTECÁRIO MULTIPLICADOR DA COMPETÊNCIA EM INFORMAÇÃO

Ana Maria Mendes Miranda;
Adriana Rosecler Alcará

A metacognição é conceituada como o processo de refletir sobre os próprios pensamentos, nesse sentido ela se apresenta como base para o desenvolvimento de diferentes ações. Relacionando-a ao processo de busca e apropriação da informação, a metacognição pode ser vista como pano de fundo para a competência em informação. Nesse contexto, o objetivo da pesquisa foi investigar as estratégias metacognitivas utilizadas por bibliotecários e seu impacto no desenvolvimento de ações para a competência em informação. Para tanto, foi realizada uma pesquisa de campo, descritiva, com abordagem qualitativa. A pesquisa de campo contou como uma coleta de dados em forma de grupo de foco, do qual participaram cinco bibliotecárias de diferentes tipos de biblioteca. Após a realização do grupo de foco, os dados coletados foram analisados por meio da análise de conteúdo. Entre os principais resultados foi possível identificar que as estratégias metacognitivas estão presentes nas ações desenvolvidas pelos bibliotecários, principalmente estratégias como o planejamento e o monitoramento. É possível concluir que a metacognição possibilita uma consciência e reflexão dos bibliotecários em torno dos processos de ensinar e aprender, o que auxilia no desenvolvimento de ações voltadas para a formação de sujeitos no contexto da competência em informação.

Competência Informação

bibliotecas, bibliotecários, arquivistas

Barco em um lago

Grupo de Trabalho de Competência em Informação (CoInfo) da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas de Informação e Instituições (FEBAB): ações empreendidas e caminhos a trilhar

Camila Araújo dos Santos et al.

Este texto apresenta as ações concretizadas e futuras do Grupo de Trabalho de Competência em Informação (GT - CoInfo) da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas de Informação e Instituições (FEBAB) apresentadas em palestra ocorrida no dia 11 de junho de 2021 no evento “V Seminário de Competência em Informação” promovido pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) – Campus de Marília, Universidade de Brasília (UnB) e Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT).

Competência Informação

padrões, modelos, programas, práticas, critérios, abordagens

Barco em um lago

The ecology of literacy diversity in the new regimes of information

Arthur Coelho Bezerra (Org.);
Gustavo Silva Saldanha (Org.);
Miguel Ángel Pérez Álvarez (Org.)

Competência Informação

bibliotecas, bibliotecários, arquivistas

Barco em um lago

Competência em informação e o cenário das pesquisas e práticas no Brasil : um olhar para o futuro e para a internacionalização

Elizete Vieira Vitorino (Org.);
Daniela Spudeit (Org.)

Competência Informação

padrões, modelos, programas, práticas, critérios, abordagens

Barco em um lago

O uso do framework para a implantação e o desenvolvimento da competência em informação (CoInfo) em bibliotecas

Camila Araújo dos Santos

Apresenta discussão sobre a implantação e o desenvolvimento da competência em informação a partir do uso do modelo framework em bibliotecas. Os frameworks são quadros compostos por referenciais teórico-práticos que tratam de disposições institucionais, didáticas, pedagógicas, operacionais, estratégicas e pessoais para o desenvolvimento da competência em informação em uma abrangência transversal. A partir de pesquisa bibliográfica, arquitetou o “Framework: Nível Institucional” que denota, de maneira holística e transversal, o contexto que a biblioteca está inserida e como ele irá conduzir todo o planejamento de implantação e desenvolvimento/aprimoramento da competência em informação; o “Framework: Nível de Ensino” mapeia a competência em informação dos bibliotecários para verificar o grau de conhecimento e a percepção que eles possuem sobre a relevância, os fundamentos, os princípios, as práticas e as ações de ensino dessa competência; e o “Framework: Nível da Aprendizagem” que desenvolve/aprimora a competência em informação dos usuários. Esse framework oferece um conjunto de referenciais didáticos, educativos, conceituais e estratégicos projetivos que buscam ilustrar como a competência em informação pode ser institucionalizada a partir da adoção de ações e estratégias que iniciam na ambiência institucional, permeiam os aspectos da competência em informação dos profissionais (ensino) e desenvolvem/aprimoram a competência em informação dos usuários (aprendizagem). O modelo framework, em foco, é um conjunto de conceitos, ações e práticas nucleares integrados e interligados com opções flexíveis de implantação que transcende um conjunto prescritivo e fixo de resultados de ensino e aprendizagem para internalização e apropriação dessa competência.

Competência Informação

cidadania, empoderamento, aprendizado ao longo da vida, inclusão social e digital

Barco em um lago

Loaded questions: the framework for information literacy through a DEI [diversity, equity, inclusion] lens

Karin Heffernan

Just after our university published its Diversity, Equity & Inclusion (DEI) Strategic Plan, I found myself driving home from the “Engaging with the ACRL Framework” Roadshow. My head was full of converting knowledge practices into learning outcomes when the frames began to emerge through a DEI lens, and threshold concepts became questions. The very asking of a question inherently invites diverse, individual perspectives. Published before current higher education DEI efforts, the Framework prompts us to ask questions and pursue answers, especially from unheard or systemically silenced voices. It encourages us to challenge elitism, racism, sexism, ableism, and biases within the entire information ecosystem.

Competência Informação