top of page

Leituras Recomendadas

dim GT

Espaço destinado a divulgação de textos e outros materiais, em meio digital

Padrão Banana

Todos Temas

Lupa.png
voltar

competência em informação

Barco em um lago

Competência em informação uma alternativa ao combate a desinformação e fake news no contexto da pós-verdade

Irma Gracielle Carvalho de Oliveira Souza;
Marynice de Medeiros Matos Autran;
Alexandre Pereira Souza

Trata-se de um artigo de revisão, com abordagem qualitativa, cujo objetivo principal foi analisar o filme “Não olhe para cima”, a luz dos conceitos acerca dos termos Desinformação, Fake News e Pós-verdade, presentes na literatura da Ciência da Informação. Para tanto, realizou-se uma busca na Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (Brapci), sobre os termos mencionados, com espaço temporal entre 2018 e o primeiro semestre de 2022. Durante a garimpagem dos termos, foram localizados 31 artigos que fundamentaram desde o referencial teórico até a análise do filme escolhido para este artigo, permitindo-nos comparar nossas inferências com os conceitos identificados nos textos recuperados. Após a análise das cenas por meio da observação e anotação dos aspectos mais relevantes, chegamos a 17 elementos que permeiam os termos Desinformação, Fake News e Pós-verdade, são eles: Negacionismo, Conservadorismo, Nepotismo, Interferência de empresários em questões de interesse público, Mídia sensacionalista, Indiferença de Indivíduos e das Instituições diante de situações extremas, Banalidade do mal, Compartilhamento de dados entre agências de inteligência, Informação classificada como segredo de estado para evitar que verdades venham à tona, Distorção da Informação, Prevaricação, Retaliação governamental aos meios de comunicação, Infantilização da notícia / midiatização de personagens, Desvalorização da educação pública em detrimento da privada, Interferência religiosa na resolução de problemas e crises, Supervalorização da tecnologia, Estado mínimo. Diante dos termos mencionados, conclui-se que a CI, enquanto uma ciência social aplicada, desempenha papel fundamental tanto na formação de seus profissionais, quanto no desenvolvimento de pesquisas e estudos voltados para o desenvolvimento das competências informacionais necessárias ao uso responsável das informações, bem como na checagem da autoridade, da atualidade, da qualidade e da precisão das informações publicadas e compartilhadas. Assim, na esteira das ações pontuadas no filme, em consonância com a realidade que se pode verificar cotidianamente, o que se observa é a transferência de atividades administrativas para as mãos da população. Outra questão acerca da tecnologia, é o seu amplo uso para otimizar os processos de desinformação e fake news, submetendo a população ao jugo das classes dominantes. Nesse contexto, a competência em informação surge com o objetivo de refratar tais ações. Palavras-chave: Competência em Informação. Desinformação. Fake News. Pós-verdade.

Competência Informação

ensino, formação

Barco em um lago

Competencias en información para la formación inicial de profesores en Uruguay: propuesta para sus planes de estudio basada en una revisión sistemática de la literatura

Patricia Alejandra Behar et al.

Los cursos de grado de formación inicial del profesorado resultan ser claves para enfrentar los desafíos de la educación dentro de una sociedad actual cultural y tecnológicamente compleja. Entre estos, un profesorado atravesado por el cambio continuo y por una gran cantidad de información digital disponible. Este artículo pretende plantear una guía para el desarrollo de competencias en información a ser integrada en los planes de estudio de la formación inicial de profesores en Uruguay. Se realizó una revisión bibliográfica sistemática de las competencias en información y de programas para el desarrollo de las mismas. Como resultado, fue elaborada una guía que sugiere lineamientos para el desarrollo de estrategias de búsqueda, de evaluación y selección de la información, de comunicación de la información y de uso ético de la misma. La propuesta pretende así, contribuir para la sistematización del desarrollo de competencias en información para los profesores que están iniciando su formación.

Competência Informação

competência em informação

Barco em um lago

Indicadores sociais e de vulnerabilidade social: características e possíveis usos na avaliação da competência em informação

Elizete Vieira Vitorino ;
Júlio Afonso Sá de Pinho Neto

Este trabalho tem por objetivo identificar possibilidades de usos de indicadores sociais e de vulnerabilidade social na avaliação da Competência em Informação no Brasil. Com abordagem qualitativa e pesquisas bibliográfica e documental, contempla oito temasde indicadores sociais. Os resultados encaminham para os possíveis usos de indicadores sociais em conexão com a Competência em Informação, tomando por base um framework, em três eixos: eixo 1 –conceito de indicadores sociais; conceito de Competência em Informação, conceito de vulnerabilidade social e de vulnerabilidade em informação; eixo 2 –Matriz para o Desenvolvimento da Competência em Informação (PDCIn), nas dimensões técnica, estética, ética e política; virtudes necessárias a indicadores; e, tendências, relativas à avaliação da Competência em Informação e as temáticas a considerar; e, eixo 3 –Agenda 2030 e 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Competência Informação

ensino, formação

Barco em um lago

Competência em Informação, Escrita Científica e Educação do Cientista

Rosana Ferrareto Lourenço Rodrigues

A educação científica faz avançar o conhecimento enquanto promove a formação do ser humano. É um processo complexo e dinâmico, que demanda desenvolvimento integrado e interdisciplinar de habilidades e competências, pautado em valores, sentimentos e atitudes. Este é um relato de experiências de um laboratório extensionista de letramento técnicocientífico, de um grupo de pesquisas em comunicação científica, em um Instituto Federal. A partir da articulação do trabalho de uma linguista cognitivista, de uma bibliotecária e de um cientista da computação, são desenvolvidas atividades pedagógicas e produzido material didático tecnológico para as aulas regulares e para cursos de extensão presenciais e online, fundamentados em um modelo conceptual que mescla a competência em informação e a escrita científica como processo de aprendizagem, e orienta a elaboração da pesquisa científica e a escrita de textos acadêmicos.

Competência Informação

competência em informação

Barco em um lago

Competência em informação e formação para cidadania: uma revisão de literatura na base de dados Brapci

Erica Silva Campos;
Meri Nádia Marques Gerlin

A atitude crítica frente ao acesso, a seleção e o uso da informação é uma condição necessária para o desenvolvimento da cidadania. Assim sendo, como as competênciasno campo da informação contribuem no processo de formação “crítica” do cidadão? Com base nesta questão de pesquisa, de maneira geral, pretende-se compreender quais tipos de competências são apontadas por pesquisadores da área da Ciência da Informação comonecessárias ao acesso à informação e, especificamente, verificar nas publicações temas relevantes para o contexto da pesquisa e, por fim, analisar a articulação entre os conceitos dessas competências e os processos de formação para a cidadania na contemporaneidade. Trata-se de uma pesquisa exploratória de cunho qualiquantitativo, ao utilizar a técnica de análise de conteúdo para a criação de categorias de análise relevantes ao contexto da pesquisa. A estratégia de busca foi realizada na base de dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (BRAPCI), que se constituipor 57 periódicos nacionais da área de Ciência da Informação. A Brapci foi escolhida por possibilitar uma visão de conjunto da produção na área de Ciência da Informação.Observou-se que as competências no campo da informação contribuem no processo de formação “crítica” do cidadão, na medida em que possibilitam condições plenas para acesso e uso da informação. Contribuindo igualmente, na construção do conhecimento e compreensão quanto a sua responsabilidade ética no campo informacional e social. Palavras-Chave: Competência em Informação; Formação Crítica; Processo de Formação; Cidadania.

Competência Informação

competência em informação

Barco em um lago

Modelo de competência em informação científica para avaliadores de periódicos

Lucas Mendes;
Jorge Moisés Kroll do Prado

Objetivo: Apresenta uma proposta de modelo de competência em informação científica para a formação de avaliadores de periódicos, após explorar modelos de competência em informação para a criação de estratégias e ações que possam aprimorar o trabalho dos avaliadores. Teve como objetivos específicos o aprofundamento na literatura sobre o processo de avaliação em periódicos e o papel do avaliador; a análise de programas de alfabetização informacional e o desenho de uma proposta de modelo de competência em informação científica para avaliadores. Metodologia: Utilizou como método a análise de conteúdo de Bardin para a criação de categorias e desenvolvimento de boas práticas para a formação e atuação de avaliadores a partir dos modelos encontrados na literatura. Resultados: Como resultado identificaram-se sete categorias: necessidade ou problema, busca de informação, criação de informação, comunicação da avaliação, decisão da avaliação, ética na comunicação científica e tecnologias da informação para a avaliação. Conclusões: A avaliação da ciência é uma das chaves que garante a qualidade, a fidelidade e a reprodutibilidade das pesquisas, logo, esperam-se que este modelo possa colaborar para aprimorar o trabalho dos avaliadores de artigos.

Competência Informação

ensino, formação

Barco em um lago

Desenvolvimento da competência em informação e combate à desinformação nos currículos de Biblioteconomia das universidades federais do Brasil

Flávio Silva Teixeira;
Júlia Schettino Jacob dos Santos;
Marta Leandro da Mata

Esta pesquisa tem como objetivo analisar a presença da temática de competência em informação e aquelas relacionadas à avaliação da informação e à desinformação nos cursos de Biblioteconomia das instituições de ensino superior (IES) federais brasileiras. Trata-se de uma pesquisa documental e descritiva, em que os documentos institucionais como ementas, projetos político-pedagógicos, e planos de ensino foram utilizados como principais fontes de informação. A análise dos dados obtidos ocorreu de forma qualitativa e quantitativa. Também fez-se uso da análise de conteúdo proposta por Bardin para categorização. Como resultado, constatou-se a existência de 82 disciplinas que trabalham aspectos referentes à busca, seleção, avaliação, uso e disseminação da informação. Contudo, apenas oito tratam especificamente da competência em informação e nenhuma das disciplinas trabalham diretamente a questão da desinformação. Apesar deste ser um número reduzido, identificaram-se outros componentes curriculares que desenvolvem estes conteúdos de forma indireta e podem contribuir para a formação do profissional bibliotecário, como as disciplinas relacionadas às fontes de informação e seu uso ético. Considera-se que os resultados obtidos nesta pesquisa podem contribuir para o fortalecimento dos currículos de Biblioteconomia das universidades federais, bem como de outras instituições de ensino superior quanto à inserção de disciplinas que contemplem o desenvolvimento de habilidades informacionais e o pensamento crítico dos futuros bibliotecários.

Competência Informação

competência em informação

Barco em um lago

O Bibliotecário como educador e multiplicador da competência em informação

Tamires Cassia Rodrigues Okada;
Adriana Rosecler Alcará

Tem como objetivo descrever ações do bibliotecário educador que contribuem para a multiplicação da competência em informação. A metodologia utilizada se tratou de um estudo exploratório, de abordagem qualitativa, tendo como delineamento o estudo de caso e três fontes para a coleta de dados: entrevista, observação direta e questionário. O locus de pesquisa foi uma escola social que conta com uma equipe multidisciplinar, incluindo o bibliotecário e que atende crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Entre os resultados, pode-se identificar a prática da multiplicação da competência em informação em forma de projetos e atividades desenvolvidas pelo bibliotecário em parceria com demais colaboradores da instituição. Evidenciou o impacto nas habilidades de todos os participantes envolvidos nas ações, ressaltando a importância do bibliotecário que exerce um papel educador em espaços sociais e no atendimento das minorias.

Competência Informação

mídia, tecnologias

Barco em um lago

Currículos de IA para a educação básica: um mapeamento de currículos de IA aprovados pelos governos

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA - UNESCO

O relatório da UNESCO (2022) apresenta um mapeamento de currículos com componente curricular em Inteligência Artificial (IA) aprovados por governos nacionais ou regionais e que abrangem estudantes da educação básica geral até o ensino médio. Além do mapeamento, a UNESCO apresenta uma introdução sobre termos, tecnologias, ética e terminologias pedagógicas sobre IA e um Marco de Ação de Educação em Aprendizagem de Máquina com resultados e definições de aprendizagem abrangendo conhecimento, habilidades e atitudes.

Competência Informação

Grupos de Trabalho 

Todos
bottom of page