Dica Bibliográfica

#DicaBibliográfica A autora relata que o foco desta pesquisa “foi compreender a branquitude como prática de poder expressa nas experiências educativo-pedagógicas da educação infantil. O que denominei de Paridade Racial se apresentou como uma das gêneses, o estágio inicial para consolidação e perpetuação da branquitude nas relações entre professoras brancas e crianças brancas.”


Link para acesso: https://revistas2.uepg.br//index.php/uniletras/article/view/14757/209209213232

#Pracegover #Pratodomundover. A imagem fundo com imagem de um sala de aula, com crianças sentadas à mesa e o professor em pé.No topo da imagem os logotipos do GT RERAD e da FEBAB, logo abaixo, em preto, o nome do título indicado como sugestão de leitura: “Paridade racial como chave para desvelar as expressões da branquitude na educação infantil”, seguido da indicação de autoria, Cíntia Cardoso. No rodapé a indicação da fonte para localização do texto: CARDOSO, Cíntia . Paridade racial como chave para desvelar as expressões da branquitude na educação infantil.UNILETRAS , v. 41, p. 178-213, 2020.

1 visualização