20 DE NOVEMBRO DE 2020 - UMA CARTA ÀS PESSOAS BIBLIOTECÁRIAS

#Repost@febab.federacao

• • • • • •

Neste Dia da Consciência Negra, o Grupo de Trabalho de Relações Étnico-Raciais e Decolonialidades (GT RERAD) havia programado, junto a Diretoria da Febab, uma série de postagens nas redes sociais da FEBAB com nossos membros, demarcando nosso espaço dentro da Federação, a importância deste dia de luta, reflexão e celebração da nossa ancestralidade. Hoje, cada um de nós apareceríamos com sorrisos nos rostos e convites para que as pessoas bibliotecárias se juntassem a nossa luta por uma sociedade antirracista.


Nossas postagens, já programadas, foram mantidas. Mas, infelizmente, nossos sorrisos e boas intenções se dissolveram em nossa indignação, tristeza e revolta.


Ver a cena da morte do João Alberto foi mais uma em meio a tantos descasos, desrespeitos, intolerâncias e invisibilidades que a população negra tem vivido neste país há séculos. Enquanto GT, enquanto pessoas negras, enquanto profissionais negros não podemos nos calar.


Nós não conseguimos engolir em seco mais um dentre todos os atos racistas, criminosos e genocidas contra o nosso povo. Por isso não vamos nos calar!


Viemos repetir que nossas vidas importam! Que não abrimos mão de nossos espaços de direito e que racistas não passarão!


O que pedimos agora, é que ao invés de repassar nossa comemoração, repasse nosso repúdio, nosso desabafo, nosso pedido de justiça pelo João Alberto, pela Maria, pelo João, pela Cida, pelo José e por todos os outros que são invisibilizados neste país, mas que sentem na pele o preconceito, a diferença, a indiferença, a falta de empatia, de cuidado, de respeito e de justiça.


Nossa luta, enquanto GT, será por meio da educação, da formação, das bibliotecas, da leitura, das pessoas bibliotecárias antirracistas forjadas pelo respeito ao social, às comunidades, a busca por equidade. Mas, enquanto GT, enquanto pessoas, enquanto profissionais, enquanto pessoas pretas exigimos justiça!


Grupo de Trabalho de Relações Étnico-Raciais e Decolonialidades

2 visualizações