Leituras Recomendadas GT-CoInfo

Espaço destinado a divulgação de textos e outros materiais, em meio digital

Todos Temas

arrow&v

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

A competência em informação e a agregação de valor sob a ótica do cliente: estudo de caso em ambientes de consultoria

Cristiana Aparecida Portero Yafushi

As organizações estão inseridas em um contexto extremamente competitivo com grandes transformações de ordem produtivas, tecnológicas, sociais e econômicas, que emergiram das revoluções industriais. Dessa maneira, a criação de valor, depende impreterivelmente de se ter disponíveis ferramentas informacionais e profissionais capacitados e competentes em informação dentro do contexto organizacional. Nessa perspectiva, as organizações prestadoras de serviços, necessitam adquirir e desenvolver essa competência e oferecer serviços que proporcionem diferenciais competitivos para tomadas de decisão e agregação de valor. Parte-se do pressuposto que os gestores Competentes em Informação constroem conhecimento individual e o compartilham ao coletivo organizacional, uma vez que dominam o acesso, a busca, o uso e a disseminação da informação, apoiados na competência em informação que se constitui uma ferramenta estratégica para que os gestores possam tomar decisões assertivas e possam agregar valor aos serviços prestados aos clientes. Assim, a seguinte questão central é indicada: os gestores que atuam em organizações de serviço possuem competência em Informação para acessar, buscar, analisar e usar a informação, a fim de construir conhecimento e aplicá-lo na agregação de valor para atender as demandas dos clientes? O objetivo geral fundamenta-se em analisar a inter-relação entre a Competência em Informação e a construção de conhecimento para gerar agregação de valor ao processo decisório como um diferencial competitivo para as organizações de serviço das 10 empresas que perfazem o universo selecionado para a realização de um estudo de caso - a empresa de consultoria ‘X’ e suas nove organizaçõesclientes localizadas no Estado de São Paulo, almejando indicar diferenciais competitivos para organizações de serviços. Para tanto, realizou-se uma revisão bibliográfica que propiciou o aprofundamento e compreensão das temáticas abordadas e possibilitou a construção do referencial teórico, o que foi essencial para dar prosseguimento ao estudo de caso, método selecionado e que é caracterizado como descritivo e exploratório e de natureza quali-quantitativa. A coleta de dados ocorreu por meio de: a) análise documental, embasada nas informações abertas disponibilizadas no website das organizações e trocas de e-mail com as organizações participantes, b) técnica de questionário – perfazendo a aplicabilidade para as 9 organizações-clientes e c) entrevista estruturada – contemplando a empresa de consultoria “X’ e o proprietário/consultor, d) Aplicação do Diagrama Belluzzo® aos 6 consultores da empresa de consultoria ‘X’. No que tange à análise dos dados coletados, utilizou-se da aplicação e da validação do questionário, apoiando-se na interrelação com o método ‘Análise de Conteúdo’ elaborado por Laurence Bardin e a articulação entre os padrões e indicadores de Competência em Informação, além de diferentes abordagens conceituais sobre processos decisórios e cocriação de valor em organizações de serviços. Foi realizada a triangulação (análise documental, questionário, entrevista estruturada e resultados da aplicação do Diagrama Belluzzo®) permitindo analisar todos os elementos que envolvem a agregação de valor e o processo decisório nas organizações de serviços e sua articulação com a Competência em Informação. Isso permitiu construir uma modelagem conceitual, ao final, constituída por diretrizes e orientações básicas que são oferecidas a fim de contribuir para que a Competência em Informação seja desenvolvida e implementada em ambientes de serviços, em especial nas empresas de consultoria, auxiliando na criação de valores para a tomada de decisões assertivas como garantia de ações estratégicas efetivas e inovadoras.

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

Perfil de gestores de micro e pequenas corretoras de seguros sob a ótica da competência em informação: uma contribuição teórico-aplicada

Patricia Zuccari

O gestor de uma organização é o indivíduo que possui o poder para tomadas de decisões que influenciam diretamente na competitividade do seu negócio. O desenvolvimento das características do comportamento empreendedor desse gestor pode resultar em maior consistência ao seu negócio, mas não é o bastante para fazê-lo ser assertivo em suas decisões. Esse empreendedor lida com uma infindável quantidade de informações, portanto é vital que desenvolva a competência em informação, uma vez que ele precisa reconhecer quais informações são necessárias, onde e como ele pode acessá-las, analisá-las e compartilhá-las. Mediante esse cenário, a tese apresenta resultados e reflexões teóricas derivadas de pesquisa exploratória, qualitativa, com abordagem longitudinal e de natureza bibliográfica sobre a competência em informação e as características do comportamento empreendedor, tendo sido definido que o estudo deveria ser pautado a partir da seguinte formulação do problema: os gestores de corretoras de seguros possuem competência em informação para construírem conhecimento relevante aplicado à tomada de decisão? Foram selecionados como universo de pesquisa e população de interesse os corretores de seguros de Bauru, Estado de São Paulo, clientes do Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa do Estado de São Paulo e pertencentes ao Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado de São Paulo. Foi utilizado o método denominado Metodologia Sistêmica Soft com a ajuda da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo, para nortear a coleta e análise dos dados, além das técnicas de revisão sistemática da literatura, análise documental, questionário, entrevista e observação, em apoio aos diferentes estágios que constituem a Metodologia Sistêmica Soft. O objetivo do trabalho foi analisar o perfil empreendedor dos gestores e a sua relação com a competência da informação no âmbito da tomada de decisão. Os resultados demonstraram evidências da competência em informação nas características do comportamento empreendedor, da mesma forma a necessidade dessa competência para a tomada de decisão. Por outro lado, constatou-se um gap na competência em informação e cultura informacional dos gestores pesquisados, vislumbrando oportunidade de desenvolvimento. A pesquisa validou a metodologia em ambiente organizacional complexo e heterogêneo e, ainda, propiciou a elaboração da proposta de modelo conceitual em articulação com a aprendizagem empreendedora sob o enfoque da competência em informação, contribuindo com tais subsídios à sua aplicabilidade às Micro e Pequenas Empresas no contexto brasileiro.

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

A gestão do conhecimento e sua relação com a competência em informação: proposta de transversalidade como subsídios inovadores para as organizações contemporâneas

Beatriz Rosa Pinheiro dos Santos;
Camila Araújo dos Santos;
Ieda Pelógia Martins Damian

A competência em informação é considerada um processo que auxilia no desenvolvimento de competências e habilidades que propicia a busca, recuperação, organização, avaliação e utilização da informação de maneira efetiva pelos usuários a fim de auxiliar nos processos decisórios de uma organização. Como o conhecimento é constituído por meio da informação utilizada e internalizada por um indivíduo até se transformar em conhecimento, se apoia na hipótese de que a competência em informação precisa estar atrelada a gestão do conhecimento com o intuito de potencializar ainda mais seus processos. Com isso, esta pesquisa possui o seguinte objetivo: inter-relacionar, em uma perspectiva transversal, processos da Gestão do Conhecimento com os princípios da Competência em Informação a fim de que essa competência possa oferecer subsídios estratégicos e inovadores para as organizações contemporâneas utilizarem o conhecimento tácito e o explícito a partir do uso inteligente e ético das informações. Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliográfica por se configurar em um estudo teórico elaborado a partir da leitura, análise e reflexão de materiais como artigos científicos, teses, dissertações, anais de eventos e livros. Como resultados e considerações finais, o estudo demonstrou que a transversalidade proposta tem por finalidade melhor compreender acerca das interfaces e possibilidades de inserção e desenvolvimento/aprimoramento da Competência em Informação nas ações de Gestão do Conhecimento em uma organização como proposta que vislumbra articular e mobilizar capacidades, habilidades, conhecimentos, atitudes, valores, competências e experiências que sustentam a postura de construção de conhecimento tácito e explícito do campo de atuação do gestor.

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

A competência em informação em articulação com a inteligência competitiva no apoio ao alinhamento estratégico das informações nas organizações

Vanessa Cristina Bissoli dos Santos;
Camila Araújo dos Santos;
Regina Célia Baptista Belluzzo

O trabalho apresenta o papel fundamental que a Competência em Informação desempenha a favor da otimização dos processos da Inteligência Competitiva nas organizações. Por meio de abordagem teórica, foi possível identificar que, para a realização da pesquisa, do mapeamento, do armazenamento, da análise e da distribuição das informações para a prospecção de mercado, tomada de decisões e resoluções de problemas em empresas, as competências, capacidades e habilidades que devem ser mais desenvolvidas/aprimoradas nos colaboradores da empresa são aquelas referentes à análise e avaliação crítica das informações obtidas, já que é a partir de informações relevantes, precisas e advindas de fontes de informação confiáveis que é possível planejar e tomar decisões estratégicas competitivas (alinhamento estratégico) para o alcance de resultados satisfatórios em mercado de negócios considerado altamente competitivo no cenário contemporâneo.

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

A competência em informação na construção da inteligência competitiva nas organizações: o caso da empresa Mizumo (Pompéia/SP)

Vanessa Cristina Bissoli dos Santos

A informação nas organizações mais do que nunca se tornou um elemento que contribui sobremaneira nas tarefas diárias e principalmente nas decisões corporativas. Neste sentido, e como ainda são poucos os estudos abordando esse assunto no contexto das organizações produtivas, busca-se por meio da pesquisa traçar um referencial teórico de apoio que possibilite identificar e mapear a competência em informação em ambiente de trabalho organizacional, além de analisar a sua influência em conjunto com a utilização das ferramentas de inteligência competitiva para as tomadas de decisões neste ambiente. Assim, foi realizada uma pesquisa de campo com o apoio da técnica de estudo de caso com os gestores da Mizumo (Pompéia/SP) que atua no segmento do meio ambiente, organização essa selecionada como universo da pesquisa. Este estudo foi desenvolvido, inicialmente, com uma pesquisa bibliográfica junto à literatura especializada para a construção de referencial teórico de apoio. Para a caracterização do universo foi realizada pesquisa documental junto ao site e assessoria de imprensa institucionais, o que contribuiu com a obtenção de informações sobre a organização e sua ambiência. Como procedimentos metodológicos foram utilizados a realização de um workshop, elaborado mediante aos princípios da aprendizagem significativa de Ausubel e do Diagrama Belluzzo® e também em articulação com os padrões e indicadores de competência em informação, utilizando-se a metodologia da análise de conteúdo de Bardin, que permitiu a categorização dos resultados e sua transformação em dados estatísticos. Ainda, foi utilizada à técnica de entrevista estruturada com roteiro pré-estabelecido, para a obtenção de informações junto aos gestores do universo pesquisado a fim de permitir uma análise sob o enfoque dos princípios e conceitos que abrangem a competência em informação no ambiente de trabalho e os critérios de inter-relação com o processo inteligência competitiva. Desse modo, a partir do que foi abordado e identificado na revisão de literatura e das respostas indicadas pelos gestores pesquisados mediante entrevistas, foi possível observar e inferir que a competência em informação deve fazer parte das organizações, pois além de necessária para capacitar o indivíduo no reconhecimento e uso da informação de maneira autônoma e com responsabilidade, pode perfeitamente inter-relacionar-se com outras ferramentas de busca pela informação, como aquelas de inteligência competitiva, que nesse estudo em questão, serviram como norteadores para uma tomada de decisão mais assertiva no ambiente organizacional, além de dar a possibilidade da criação de vantagens competitivas que garantam a sustentabilidade do negócio. Assim, espera-se que os resultados desse trabalho possam contribuir para a busca de uma valorização necessária à melhor compreensão e aplicação da competência em informação no ambiente organizacional, recomendando-se a elaboração de cartilha de boas práticas como subsídio ao desempenho organizacional em mercado competitivo.

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

Framework como modelo de gestão para o mapeamento e o desenvolvimento da competência em informação nas organizações: referenciais para o fomento da vantagem competitiva

Camila Araújo dos Santos

O cenário global cada vez mais competitivo demanda novas necessidades e atitudes. Fatores como resolução de problemas e tomada de decisões assertivas, prospecção e monitoramento de mercado e concorrência e vantagem competitiva são diferenciais contemporâneos para a perenidade de uma organização e que necessitam e geram fluxos de informação que permeiam todos os ambientes organizacionais. Para que esses fatores obtenham êxito, é necessário que os sujeitos informacionais tenham competência em informação. Mediante pesquisa bibliográfica, foi desenvolvido um framework como modelo de gestão para o mapeamento e desenvolvimento da competência em informação que congregou três níveis organizacionais: institucional, estratégico e tático e operacional. O framework apresentado é um modelo de gestão que oferece referenciais teórico-práticos que inter-relaciona pessoas, ambientes organizacionais e informacionais e seus correspondentes fluxos de informação, cenários, competências e estratégias de ação para a competência em informação ser mapeada e desenvolvida de maneira macro e transversal em organizações. O framework valoriza a competência em informação e o talento humano como fatores críticos de sucesso em uma organização.

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

Análise teórico-descritiva da competência em informação de gestores como fator de competitividade das indústrias de eletroeletrônicos da cidade de Garça/SP

Selma Letícia Capinzaiki Ottonicar

Com o rápido desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação, a sociedade tem a sensação de que a informação se tornou algo tangível, pois pode ser armazenada por meio de distintos tipos de softwares. Entretanto, o seu processamento e apropriação dependem das condições cognitivas de cada indivíduo, envolvendo desde o acesso até o uso inteligente da informação para, consequentemente, haver a construção de conhecimento. No ambiente empresarial há constante aprendizado informacional, uma vez que todas as decisões dependem de informações. Nessa perspectiva, os problemas que nortearam esta dissertação são relacionados as seguintes questões: O que leva as indústrias de micro e pequeno porte se organizarem em clusters e qual a influência desse tipo de organização, no que tange a competitividade? A competência em informação dos gestores é um diferencial competitivo para as indústrias de eletroeletrônico organizadas em cluster? Qual a relação entre a competência em informação dos gestores dessas indústrias e a competitividade empresarial? Existe semelhança entre as características da competência em informação dos gestores nas diferentes indústrias em foco? Os objetivos visam analisar as características e a situação da competência em informação de gestores de nível estratégico das indústrias de micro e pequeno porte organizadas em cluster, como diferencial competitivo. Em relação aos objetivos específicos buscou-se: a) Analisar a literatura sobre indústrias de micro e pequeno porte organizadas em clusters; b) Analisar a relação entre a competência em informação e a competitividade e a inovação; c) desenvolver um estudo de caso junto ao cluster das indústrias de eletroeletrônicos da Cidade de Garça, Estado de São Paulo, a fim de identificar e compreender essas interrelações. Como procedimentos metodológicos, realizou-se uma revisão bibliográfica que subsidiou a elaboração do referencial teórico sobre gestão da informação, gestão do conhecimento, clusters e competência em informação; a pesquisa documental que serviu para elaborar a caracterização e histórico do universo de pesquisa; e o estudo de caso múltiplo, abrangendo um conjunto de 11 (onze) indústrias de micro e pequeno porte do ramo de eletroeletrônico associadas a Associação Comercial e Industrial de Garça. Os resultados demonstram que a competência em informação é um fator de influência para a obtenção da competitividade empresarial destas indústrias e, portanto, contribui efetivamente para a sobrevivência das empresas no mercado.

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

Competência em informação e aprendizagem ao longo da vida nas organizações que aprendem

Djuli Machado De Lucca;
Francisco Antônio Pereira Fialho;
Elizete Vieira Vitorino

Pesquisa que objetiva evidenciar a competência em informação e a aprendizagem ao longo da vida enquanto recursos para alcançar vantagem competitiva nas organizações que aprendem. Tal reflexão é possibilitada a partir da consulta a materiais publicados em nível nacional e internacional, que envolvem na discussão as temáticas da competência em informação, da aprendizagem ao longo da vida a gestão do conhecimento em organizações. Inicia abordando a crise nos sistemas tradicionais de aprendizagem e de administração, salientando que estes não estão em consonância com as características da nova ordem mundial, que é marcada pela fluidez e pela imprevisibilidade dos negócios. Insere na discussão a proposta de aprendizagem organizacional de Peter Senge (2013), fundada com base em cinco disciplinas: domínio pessoal; modelos mentais; construção de visão compartilhada; aprendizagem em equipe e pensamento sistêmico. Aliado à proposta da aprendizagem organizacional, apresenta a competência em informação e a aprendizagem ao longo da vida enquanto movimentos congruentes à proposta de Senge. Ainda, relaciona a competência em informação como elemento para a gestão do conhecimento em organizações. Finaliza argumentando que esses movimentos podem contribuir para a ressignificação dos sistemas tradicionais de administração e de aprendizagem.

Competência Informação

gestão da informação, gestão do conhecimento, inteligência competitiva

A inter-relação entre a competência em informação e a gestão do conhecimento para a geração de diferenciais competitivos em participantes de arranjos produtivos locais

Tatiene Martins Coelho

O cenário contemporâneo, estruturado a partir das novas tecnologias de informação e comunicação, da globalização dos negócios e dos relacionamentos em rede, propicia maior competitividade entre as organizações empresariais, motivando-as a evoluir de modo planejado se baseando em informações consistentes e precisas. Em ambiente competitivo a busca pela sobrevivência organizacional pode ser impulsionada pela estrutura de arranjo produtivo local, pois promove o desenvolvimento econômico, social e tecnológico de uma região, gerando benefícios para as empresas e envolvendo diversos agentes de seu entorno. No arranjo produtivo local, assim como em qualquer outro tipo de organização, a informação é componente indissociável das atividades desenvolvidas. O conhecimento gerado e aplicado no ambiente organizacional é fruto da apropriação e transformação das informações produzidas internamente e externamente, subsidiando a tomada de decisão, a criatividade e a inovação. Diante do exposto, algumas questões se apresentam para serem estudadas em maior profundidade: quais indicadores existem em contexto organizacional que, demonstrem o quanto a gestão do conhecimento é importante para a geração de diferenciais competitivos, considerando a competência em informação como um recurso fundamental do processo? Existe algum modelo de gestão do conhecimento alicerçado em competência em informação para a implantação e mensuração da vantagem competitiva em arranjo produtivo local? Pelos motivos expostos, propôs-se identificar, por meio do método ‘Estudo de Caso’, a inter-relação entre a competência em informação e a gestão do conhecimento como elementos geradores de diferenciais competitivos em um arranjo produtivo local de calçados femininos, na Cidade de Jaú, Estado de São Paulo. Para tanto, adotou-se a amostra não probabilística intencional-voluntária, aplicada em 14 empresas do município de Jaú e associadas ao Sindicato da Indústria de Calçados de Jaú. Aplicou-se três instrumentos de pesquisa: a entrevista, o questionário e o roteiro de observação que, evidenciaram a preocupação das empresas com o capital humano, mas revelando que há pouca importância no que tange a formalização de processos. Evidenciou-se no que tange a inter-relação entre a competência em informação e a gestão do conhecimento, para a geração de diferenciais competitivos em arranjo produtivo local que, mesmo que de modo empírico, as empresas valorizam essa inter-relação para obter competitividade.

Competência Informação